Mensagens Subliminares

O que é Subliminar

A Mensagem Subliminar é dotada de uma arte a mais. A arte da persuasão inconsciente. Ela trabalha com o subconsciente das pessoas. Dá-se o nome de mensagem ou propaganda subliminar toda aquela mensagem que é transmitida em um baixo nível de percepção, tanto auditiva quanto visual. Embora não possamos identificar esta absorção da informação, o nosso subconsciente capta-a e ela é assimilada sem nenhuma barreira consciente, e aceitamos-a como se tivéssemos sido hipnotizados. Por definição, subliminares são as mensagens que nos são enviadas dissimuladamente, ocultas, abaixo dos limites da nossa percepção consciente e que vão influenciar nossas escolhas, atitudes, motivar a tomada de decisões posteriores. Subliminares são mensagens que entram na nossa mente de contrabando, como um vírus de computador que fica inerte, latente, e só é ativado na hora certa.


Segundo a psicologia, subliminar é todo estímulo produzido abaixo do limiar da consciência ou, segundo a Ong Mensagem Subliminar, é qualquer estímulo não captado a nível de consciência por estar abaixo dos limites sensoriais receptores.

A palavra “Subliminar” veio da fusão de duas palavras latinas: “SUB” = “abaixo de” e “LIMEN”= limiar, portanto, mensagem subliminar é a mensagem ou propaganda abaixo do limiar de percepção consciente.
Nós não podemos vê-la, ouvi-la ou percebê-la de alguma forma. No entanto, acreditamos que pode influenciar o comportamento através de estimulo direto ao subconsciente com palavras, sons, imagens ou essências aromáticas. Sendo assim, é possível manipular o comportamento do indivíduo em diversas áreas.

O primeiro caso

O primeiro caso de propaganda subliminar veio a público por meio de uma publicação no jornal 'Sunday Times' de Londres, em 10 de junho de 1956, através de seu correspondente em Nova York.

A experiência foi realizada num período de seis semanas, com um total de 45.669 pessoas que freqüentaram um cinema de New Jersey.



O autor da pesquisa, James Vicary, também conhecido como Jim Vicary, pesquisador de mercado e psicólogo social especializado em técnicas motivacionais, instalou neste cinema um segundo projetor, um taquistoscópio, capaz de projetar imagens com a velocidade de 1/3.000 de segundos, ou seja, totalmente imperceptíveis de forma consciente aos olhos humanos. Este aparelho projetava slides com as frases 'Eat Popcorn' (coma pipoca) e 'Drink Coke' (beba Coca) respectivamente, a cada 5 segundos sobre a tela, durante a projeção do filme "Picnic", com Kim Novac ('Férias de Amor' no Brasil), enquanto as pessoas assistiam ao filme, sem saber da experiência.



Onde estão as Mensagens subliminares


Teoricamente em todo lugar!

Como as mensagens subliminares, ou ocultas são enxertadas ou inseridas na mídia em geral, de maneira tal que a percepção não seja consciente, teoricamente elas estão, ou poderão estar em qualquer lugar (sem que você perceba, é claro !).

Imagens Embutidas:

Existem várias TIMS, cada qual endereçada a órgãos dos sentidos específicos, sendo os principais a visão e a audição. Os casos de imagens embutidas mais antigos nos levam até da Vinci, que muitas vezes utilizava a pintura para registrar cenas ou traumas de sua infância. A primeira vista quando vemos um quadro, uma pintura ou uma foto, não percebemos conscientemente uma outra imagem que está "embutida", ou em segundo plano.


Em Cartões de Natal:

As inserções subliminares podem estar nos lugares mais inusitados, até mesmo um inocente cartão de Natal, pode conter uma forte apologia às drogas, por exemplo. Especialistas dizem que freqüentemente tem encontrado a palavra “maconha”, seu nome científico “cannabis sativa” ou o símbolo da erva, de forma subliminar em capas de CD, cadernos escolares, adesivos e até em forma de cartão de Natal. Essas mensagens tem como público alvo, principalmente jovens e adolescentes. “Mesmo sabendo que toda forma de apologia às drogas é considerada crime de acordo com as leis brasileiras, as pessoas insistem em sua utilização”, conclui o professor citando os artigos 287 e 288 do Código Penal Brasileiro.



Nas propagandas em geral:

As mensagens quando subliminares, quase sempre vem enxertadas nos cantos das páginas. Folheando uma revista especializada de rock, os especialistas, estavam atentos aos cantos de página e não ao centro da folha quando viu na parte inferior de abaixo um adesivo fixado na guitarra de Andreas Kisser, da banda Sepultura:


(O adesivo fazendo apologia à legalização da maconha com o texto “Legalise Cannabis Campaign”, está fixado no lado direito da guitarra, num segundo plano em termos de percepção consciente.)

O adesivo fazendo apologia à legalização da maconha com o texto “Legalise Cannabis Campaign”, está fixado no lado direito da guitarra, num segundo plano em termos de percepção consciente.



No Futebol:

“Publicidade Subliminar na Copa JH no Rio”

Jogadores de destaque do Corinthians e do Fluminense, escolheram camisas com os números que identificam os serviços DDD e DDI das empresas telefônicas, na Copa João Havelange no Rio no ano 2000. André Luis, do Corinthians jogou com a camisa 23, o número da Intelig. Segundo ele, o uso do número deve-se a um possível contrato com a empresa telefônica.
"A Hicks Muse me deu a 23 porque haveria a possibilidade de um contrato com a Intelig. Me perguntaram se haveria problema. Disse que não, pois já havia jogado com a 23 na Espanha. Se eu receber uma proposta da Intelig, estou à disposição", disse André.
Dois dos principais jogadores do Fluminense, jogaram com as camisas 21 e 23 (números da Embratel e da Intelig), respectivamente.
"Foi uma iniciativa do próprio clube. A idéia é explorar todo o espaço possível. Nós já estamos conversando com as empresas. Evidentemente, são empresas concorrentes, mas quem vier será lucro", disse David Fischel, presidente do Fluminense.

(Folha de S.Paulo-on line – 10/ago/00)

Em Camisetas:

As mensagens nem sempre vêm acompanhadas de texto ou nem sempre A semiótica subliminar estuda os signos que tem forte apelo entre o público jovem, cujos significados não podem ser explícitos. Sabe-se que por força da lei, (Art.287 do código penal) por exemplo, a representação gráfica da folha da maconha está proibida de ser veiculada pelos meios de comunicação. Então, como burlar esta lei? Como farão apologia às drogas aqueles que sabem que seus signos tem um forte apelo entre os jovens e são venda garantida de seus produtos?


O foco de atenção está na imagem em primeiro plano e no fundo, a folha da maconha ou similar completa a mensagem.

As mensagens em formato "texto", geralmente formadas por palavras curtas, monossilábicas, são muito utilizadas no processo de inserção de mensagens subliminares pela mídia.

Nazismo


A apologia ao nazismo também está proibida em todo território nacional, porém, quando ela é feita de forma subliminar, pode passar despercebida aos órgãos de censura.
Se são percebidas visualmente, entram na categoria de merchandising. Neste aspecto são enquadrados os capacetes, bonés, luvas e uniformes de Fórmula 1, onde cada centímetro pode representar alguns milhões de dólares/ano.

Em Embalagens e Peças Promocionais


McDonald's:

Num primeiro momento, captamos apenas o 'M' do McDonald's na alça da sacola. Quando os olhos começam a 'varrer' toda figura, começamos a enxergar os detalhes. Você poderia imaginar o Ronald fazendo gestos obsceno (digitus infamis) com o 'dedo-do-meio'?



Nos folhetos e folders:

Não são poucos os materiais promocionais que temos observado com forte apelo ao suspense e terror, bem característicos de filmes congêneres tanto explorados pela TV e cinema.


O rosto pálido e cadavérico desperta o sentimento de terror e medo, e o sangue à base de chocolate pode despertar o desejo de consumir o produto, numa espécie de compensação à adrenalina produzida em excesso e despejada na corrente sangüínea.

Nas Capas de Revistas

Apelo erótico


O coelho escondido da Playboy

O coelho é um animalzinho que, devido a sua docilidade e aparência sempre despertou, em especial nas crianças, um carinho todo especial. Haja visto que, o coelhinho 'roubou' a cena na Páscoa, que no hebraico (Pesah) significa "passar por cima" ou "poupar" aludindo ao fato onde os israelitas foram poupados, quando o anjo da morte passou por cima de suas casas que tinham o sangue do cordeiro aspergido, ferindo mortalmente apenas os primogênitos egípcios. A verdade, é que o capitalismo consumista sepultou estes significados e hoje, quando se fala em Páscoa, a imagem que nos vem, é a do coelho, dos ovos de chocolate e presentes. Estas imagens vão saindo do nosso inconsciente e logo vem o impulso consumista: - compre, coma, etc. Infelizmente, o conceito que o mundo tem hoje sobre Páscoa, a exemplo do que ocorre com o Natal, é puramente comercial. Mas afinal, que tem o coelho com o ovo? Ora se analisarmos bem, os dois tem a ver com fertilidade. O coelho selvagem por exemplo, do qual descende o nosso coelho doméstico, chega a ter quatro ninhadas por ano, podendo ser cada uma de quatro a dez filhotes. Já o doméstico, pode atingir até 10 kg de peso, tem seis ou sete ninhadas por ano, com 10 a 15 filhotes cada uma !!! Já fez as contas ? É isso mesmo, - o casal pode atingir a incrível marca de até 105 filhotes por ano ! Quando a Revista Playboy começou a pensar numa logomarca que pudesse representá-la, não poderia deixar de lado, além da docilidade, carisma, beleza, a fertilidade e virilidade do coelho. Era necessário, porém, que isto fosse implantado de maneira que não agredisse o público leitor, já tão acostumado com a revista sem 'logo'. Uma vez definido o animalzinho pelas características já citadas, a silhueta do bichinho começou a ser enxertada nas capas de maneira sutil, subliminar.


Em Jornais

É comum encontrarmos em nossas pesquisas, a figura arquetipica de diabos, demônios e afins principalmente na mídia voltada à jovens e adolescentes. Estas figuras evocam imagens em seus subconscientes, estabelecendo uma associação de força, virilidade e geralmente, violência.

Certa vez numa sala de aula, quando lecionava desenho publicitário num curso de publicidade, o professor Vicente perguntou a um aluno que folheava um jornal de fisiculturismo, se ele havia percebido uma imagem 'embutida' no corpo do atleta. A figura bizarra que até então não tinha sido percebida conscientemente pelo jovem, causou-lhe surpresa e, ao mesmo tempo repulsa, doando o jornal ao professor.



Nas artes

A utilização de elementos com apelo erótico são muito utilizados no mundo da arte e propaganda. Muitas vezes nem o tema sacro escapa às investidas de determinados artistas que, talvez até mesmo de forma inconsciente, retrataram , objetos como Leonardo da Vinci, órgãos sexuais masculinos e femininos, rosas (símbolo de sensualidade) e outros símbolos fálicos. (Ver a seção "Artes").



A mensagem nos Desenhos animados:

É muito forte o apelo sexual, principalmente na programação infantil da TV, cinema e vídeos.

O enxerto de figuras que lembram órgãos genitais é muito grande nos nossos dias. Observe com mais atenção à sua volta e você vai se certificar do que estamos falando, em especial na programação infantil. E por falar nisto, observe para onde a sereia está olhando, seria para Sebastian ou ...

Olhar na sessão Disney


Nas Campanhas de Cigarro:

Quase sempre, os comerciais de cigarro mostram esportes prá lá de radicais, cenas repletas de emoção e perigo, ao ritmo contagiante do jeito que o fumante gosta.

Com certeza, o objetivo dessas campanhas publicitárias tabagistas, é mostrar através dessas imagens, tudo aquilo que o fumante gostaria imensamente de fazer ou praticar mas não pode, porque o cigarro não deixa... A sinestesia de sons e imagens vem, na verdade, preencher um vazio psicológico. O fumante fica impossibilitado fisicamente de fazer o que é mostrado nos comerciais, mas, se fumar aquela determinada marca, subliminarmente é como se ele estivesse fazendo e essas fantasias tornam-se reais para ele, quando fuma aquela marcas.

O mundo de Marlboro:

A Internet já divulgou maciçamente várias descobertas de mensagens colocadas nos maços de Marlboro, bem como imagens mais que suspeitas dos seus comerciais. Sabe-se que o público alvo dos fumantes dessa marca é formado de brancos, cuja faixa etária pode variar de jovens a adultos mais maduros, geralmente intelectuais e homossexuais latentes. "Venha para o mundo de Marlboro...", diz o slogan. Você já reparou que nos comerciais do cigarro não existe mulheres ? Ora, no mundo de Marlboro não existem mulheres. Quase sempre são homens fortes, bonitos e cheios de vida. O homossexualismo latente reprime a vontade de manifestar publicamente seus desejos ou preferência sexual. Logo, quando fuma Marlboro, ele 'entra' no mundo de Marlboro, e imediatamente começa a conviver com estes homens, rodeado de cavalos (ícone sempre associado à força e virilidade) e da natureza. Psicologicamente, para o fumante o cigarro é uma 'fuga' inconsciente, ou seja ele pode fazer todas as coisas nas suas fantasias sem ser reprimido pela sociedade.

Há muito tem se falado do 'L' e do 'B', que juntos formariam um órgão sexual masculino apontando para uma provável nádega vermelha. O cigarro, de acordo com uma informação que teria vazado da agência que preparava a campanha, teria a principio como público alvo o homossexual latente que gostaria de se relacionar com negros. Temos analisado muito material do Marlboro e é realmente 'abundante' a quantidade de enxertos subliminares encontrados.



Em Capas e Encartes de LPs/CDs:

Guns n' Roses:

A quantidade de imagens enxertadas na capa de disco dos Guns n' Roses é muito maior que a que percebemos de forma consciente.



Em suas palestras, dos especialistas mostra esta imagem do disco do Guns n' Roses, e afirma que raras são as pessoas que conseguem percebem a totalidade das mensagens enxertadas neste trabalho. “Começamos então a pesquisar junto às pessoas que curtiam os Guns n' Roses, pois sendo um público alvo específico, quem sabe este número aumentaria. Ficamos surpresos, pois, mesmo apontando para as inserções mais evidentes, muitos ainda tinham dificuldade em percebê-las” diz o professor. Trata-se da imagem do projétil [bala de revólver] perfurando a carne, que é a imagem maior e mais evidente. Na verdade, tudo nesta capa é simbólico inclusive este projétil, pois sabemos que é a parte de chumbo que é expelida no momento do tiro e é a que penetra na vítima. Trata-se da parte traseira da 'bala' [região dourada e prateada da imagem], composta do culote e espoleta, onde bate o cão do revólver. A CRUZ egípcia, é a cruz 'Ankh' ou 'sêlo da nova vida', símbolo egípcio antigo com forte apelo sexual. É formada bem no centro da figura, por um ramo com espinhos. Os dois cabos das armas (GUNS) formam duas pernas abertas de um homem, e a caveira é anamorfa, ou seja, ela é formada quase que a nível subconsciente, pela parte clara ou prateada da bala, bem no centro de toda figura. As duas cavidades dos olhos, são os dois tambores da arma. A forma da caveira aparece quando se afasta ou olha-se a figura com os olhos meio fechados. Quanto às rosas (ROSES): a rosa é uma flor que está muito ligada, à oferendas em cultos afros (umbanda/candomblé) e na bruxaria, ela é associada ao órgão sexual feminino. De qualquer forma, o binômio EROS e THANATOS, estão presentes quase sempre, não só neste trabalho, mas em quase toda produção musical deste tipo, que temos estudado.



Como surgiu

Jim Vicary instalou em um cinema de Nova Jersey um segundo projetor especial, taquicógrafo, o qual projetava intermitentemente na tela frases como DRINK COKE e EAT POP CORN. O taquicógrafo pode ser comparado a um tipo de projetor de slides que projeta um único slide na velocidade de 1/3.000 de segundo. No cinema é colocado ao lado do projetor do filme - cuja projeção é ao ritmo de 24 fotogramas por segundo - e fica repetindo a imagem ( sobreposta ao filme) a cada cinco segundos para dar a ilusão de movimento. Durante o filme Picnic, com Kim Novac, no Brasil Férias de Amor, o segundo projetor emitia um slide com a frase Drink Coke numa velocidade de 1/3.000 de segundo. O slide era projetado sobreposto ao filme, rápido demais para ser percebido conscientemente, mas a repetição do sinal subliminar causava efeitos no subconsciente do público, aumentando as vendas da Coca-Cola em 57,7%.

Segundo Ronnie Cuperfain e Keith Clarke, os resultados seriam otimizados caso fossem imagens, ícones, no lugar de textos verbais. Ambos comprovaram que o emprego de mensagens subliminares projetadas no campo visual esquerdo (direcionadas assim ao hemisfério direito do cérebro) são mais eficazes quando são empregadas imagens. Wilson Brain Key descreve uma técnica de edição de imagem que gera um mosaico de impressões visuais, chamado efeito Mc Luhan ou Perceptual Overload, e cita os comerciais de TV da Coca-Cola, nos quais até quatro tomadas são mostradas em um só frame, mostrando pessoas e cenários diferentes o que satura o consciente que não consegue forçar um sentido, aceitando a cachoeira de imagens inconscientemente. Ora, tal edição em ritmo de vídeo clipe, muitas tomadas ou cenas em segundo, é um claro exemplo da fórmula proposta

assine o feed

Postagens

acompanhe

Comentários

comente também

Créditos

100% Adventista

Site melhor visualizado no Google Chrome ou no Mozilla Firefox,
Desenvolvido por Bruno, membro da IASD Central do Rio de Janeiro.

Autores:

Clayson Albino

Daniel Santos

Editor Geral:

Bruno Vieira

Todos os Direitos Reservados © 2008 - 2013

Área Restrita

Usuário:
@comunidadeadventista.com
Senha:
Não consegue acessar a sua conta?

  © Comunidade Adventista - 2008 - 2013 | Desenvolvido por Bruno Vieira