Jesus, Meu amigo de Orkut!

Vivemos em tempos interessantes, onde a mudança tornou-se prática comum e muitas vezes até necessária.


Não falo daquela mudança de endereço ou de visual, falo das mudanças diárias, que ocorrem em conceitos, costumes e práticas.Muitas destas são benéficas, que auxiliam no crescimento ou comodidade, como por exemplo, a internet.

Com ela poupamos horas nas filas de bancos, temos a comunicação instantânea, diminuímos as distâncias.Quando bem aplicadas, as mudanças criam facilidades e algum tipo de bem estar, mas seu uso sem sabedoria traz prejuízos.

Vejamos: a já mencionada internet que veio para solucionar grandes problemas que tínhamos podemos dizer que também solucionou outros que não tínhamos. Explico. Que esta tecnologia foi de grande importância no que diz em encurtar distâncias e aproximar pessoas ninguém discute, mas ao mesmo tempo esfriou as relações.

Já não escrevemos mais bilhetes de amor para nossas esposas ou namoradas, agora enviamos um cartão virtual. Nossos compromissos são guiados pelas agendas eletrônicas que são especialistas em estarem cheias de tarefas e de pouquíssimo tempo para os filhos ou amigos.Falando em filhos, eles têm telefones com GPS para serem monitorados via internet, o que evita a conversa franca e diálogo aberto sobre onde estão e com quem andam.

Especialmente uma novidade tem me chamado atenção, estamos deixando de criar um círculo de amizade para criar comunidades virtuais. Falamos muito pouco, mas nossos dedos digitam rapidamente, dificilmente ouvimos, mas nossos olhos absorvem cada vez mais informação de uma tela fria.

Nem mais lembramos a cor dos olhos de quem gostamos.Nossas amizades não passam de amizades virtuais, e nossa vida social é medida pela quantidade de amigos que estão cadastrados em nossa página do Orkut. “Amigos de Orkut”. Não conversamos mais, mandamos um scrap.

Não sabemos mais o endereço da casa de nossos amigos, mas conhecemos a sua comunidade ou seu vibe,blog ou fotolog.Decididamente, estes são tempos modernos. Quando pensei que saberia o número exato de amigos que tenho? E pior ainda, que minha fixação seria ter cada vez mais para parecer alguém popular.

Quando criança, tinha três amigos especiais, e sabia exatamente o que eles gostavam, suas bebidas e comidas preferidas, o time de futebol que torciam os brinquedos que tinham. Mas hoje, se quiser saber alguma coisa sobre um amigo, preciso ler seu perfil.Além dos fenômenos modernos já citados, um outro me chama a atenção: espiritualidade virtual.

Vejo em muitos lugares e com muitas pessoas, que somos frequentadores de comunidades religiosas virtuais e oferecendo uma adoração virtual. Restringimos nossa vida religiosa somente às comunidades virtuais que participamos, ou nem isso.

Pior ainda, vemos que para muitos, Jesus tornou-se apenas um amigo tipo “amigo de orkut”, onde os encontros com Ele tornaram-se sempre apressados ou virtuais. Alguém com quem não temos tempo para ter intimidade, mas queremos que conte entre nossos “amigos”. Alguém pra quem não precisamos orar, é só mandar um scrap, algo do tipo, copie e cole o link, ou CTRL+C/CTRL+V.

Por fim, virtualizamos a fé, e esta têm se tornado apenas mais uma comunidade na página inicial da minha vida.O apóstolo Paulo, em seu livro aos Romanos exortou: “Rogo-vos, pois, irmãos, pelas misericórdias de Deus... não vos conformeis com este século, mas transformai-vos pela renovação da vossa mente...” [1]

Necessitamos uma transformação radical em nossa comunhão, não somente em nosso estilo de vida (nisto já somos exímios, especialmente quando se refere ao do próximo) , mas principalmente em nossa comunhão, precisamos sair das palavras e dar vida a elas.

Precisamos estar na presença de Deus e por Ele ser transformados, só assim, tocando o céu, poderemos transformar a terra!Não podemos permitir que o cheiro deste mundo impregne em nós. É necessário lembrar que somos peregrinos, que nosso lar não é aqui, e estamos de passagem. Nosso amigo Jesus tem poder para libertar-nos da mornidão espiritual e aquecer-nos junto ao fogo de seu Espírito Santo.

Que sua vida seja transformada ao encontrar-se com o Poder!
[1] Romanos 12:1 e 2
Autor: Enzo Almeida do Blog Encontro com o Poder!

assine o feed

Postagens

acompanhe

Comentários

comente também

Créditos

100% Adventista

Site melhor visualizado no Google Chrome ou no Mozilla Firefox,
Desenvolvido por Bruno, membro da IASD Central do Rio de Janeiro.

Autores:

Clayson Albino

Daniel Santos

Editor Geral:

Bruno Vieira

Todos os Direitos Reservados © 2008 - 2013

Área Restrita

Usuário:
@comunidadeadventista.com
Senha:
Não consegue acessar a sua conta?

  © Comunidade Adventista - 2008 - 2013 | Desenvolvido por Bruno Vieira