Comentário da Lição - Gilson Nery - Lição 8

Lição 08. Primeiro trimestre. 14 a 21 / 02 / 009
Comentários de Gilson Nery
Esc. Sabatina.


A autoridade dos profetas

O Espírito Santo é a autoridade dos profetas, é Ele que precisa ser “visto” e crido como a Autoridade, o Vigário de Cristo e o Papa da igreja de Cristo, ninguém mais; “a autoridade” dos profetas, na realidade, não é deles, eles apenas representam esta autoridade, fora deste contexto, a autoridade dos profetas não existe; nenhum profeta verdadeiro se apresentará diante da igreja reivindicando autoridade fora deste mesmo contexto, este precisa sempre diminuir perante a igreja, e, o Espírito Santo precisa crescer sempre perante esta igreja e o mundo todo, e, esta igreja precisa zelar com muito fervor para que apenas Este Espírito cresça Soberano nesta igreja. João Batista, o profeta que batizou o Próprio Deus ( e neste aspecto, ele é o maior de todos os profetas ), pregou este posicionamento com as palavras: “É necessário que Ele cresça, e que eu diminua.” João 3:30. Foi a falta de zelo, neste aspecto, que desenvolveu, no seio da igreja dos primeiros séculos, o autoritarismo dos bispos e, particularmente, do bispo de Roma. Nenhum perigo haverá para a igreja, exagerar neste zelo em relação à autoridade da Pessoa do Espírito Santo, a autoridade de Jesus Cristo e, a autoridade do Pai Celestial, assim como a autoridade da Palavra de Deus escrita, ou seja, os escritos canônicos que se constituem a única e exclusiva regra de fé, norma de conduta e base de todas as doutrinas, e, é neste ponto que reside a grande diferença de autoridade ( se é que ela existe ), entre um profeta canônico e um profeta extra canônico; quando o Espírito inspirou os Seus profetas à escreverem no cânon bíblico, Ele o fez visando formar uma norma de conduta para o Seu povo, ao passo que quando Ele inspirou os Seus profetas não canônicos, Ele não visou este objetivo, assim é que, neste aspecto, um profeta, ou melhor, os escritos de um profeta extra-canônico, embora todos eles tenham sido elaborados pelo mesmo grau de inspiração do Espírito Santo, os canônicos tem a supremacia e autoridade máxima, portanto, a diferença consiste neste aspecto, a Palavra de Deus escrita e canonizada como norma exclusiva de fé e base de todas as doutrinas, e, os escritos não canônicos ( note, os escritos ), são simplesmente, esclarecedores desta norma; os profetas, sejam eles canônicos ou não, contemporâneos ou não, devem ser esvaziados sempre ( diminuínuidos )e, neste caso, a Palavra de Deus escrita e canonizada, crescer e crescer até encher e iluminar todos os recantos da igreja e envolver o mundo todo com a Sua glória, este é o grande objetivo dos escritos dados por inspiração do Espírito Santo agora nestes últimos dias à Sua igreja remanescente. Note o resumo deste posicionamento:
Autoridades:

Do Pai Celestial.
Do Filho de Deus, Jesus Cristo e Deus Filho.
Da Pessoa do Espírito Santo.
Da Palavra de Deus escrita canonizada.
Da Palavra de Deus escrita, não canonizada.
Dos profetas..............???

Verso para memorizar: Não devemos desprezar as profecias verdadeiras e nem os profetas verdadeiros, quer sejam profetas canônicos ou não canônicos, mas, aceitá-los cada um em seu devido e legítimo lugar, uma vez que as suas credenciais já tenha sido examinadas e aprovadas devidamente.

Parte de domingo. O profeta como porta voz de Deus.

Nota da perg. 01 – Note: é em cima deste raciocínio que se fundamenta a autoridade papal, isto é, literalmente se tornar Deus na terra. É preciso não esquecer que Deus estava usando uma linguagem figurada ao falar com Moisés e Arão; este texto não deve ser usado para definir a pretensa autoridade de um profeta porque se assim o fizermos, cairemos na cilada da autoridade papal que, como pretenso representante de Deus, embora não ser igual a Deus, possui, na terra, autoridade como Deus; imaginem a calamidade e a catástrofe de colocarmos, neste contexto ( Deus, Moisés e Arão ), a pessoa da nossa irmã White, profetiza da igreja remanescente! Em algum aspecto ela deveria se tornar Deusa em nosso meio?! Visto estarmos fazendo menção desta profetiza e mensageira do Senhor, nestas lições, deveríamos ser mais prudentes com certas colocações que podem se tornarem pretextos, com base neste contexto, para ridicularizarem a nossa teologia e as nossas crenças; já existe uma falsa concepção de que possuímos uma papisa em nosso meio, na pessoa da nossa irmã White, imaginem só, o achincalho de possuirmos uma deusa, mesmo que seja no mesmo contexto do caso Moisés e Arão! Repito que aquela linguagem usada por Deus, neste caso, era uma linguagem figurada e não literal e, que, ninguém jamais deveria usá-la para procurar definir a autoridade de um profeta.

Parte de segunda feira. A autoridade da Palavra Encarnada.

Perg. 02 – Esta Autoridade está fora de qualquer termo de comparação, fora de qualquer nível de seres criados, sejam eles quais forem, quer na terra quer no Céu, não deve existir nenhum termo de comparação.
Note o seguinte: Ao passar pelo processo da encarnação, nascimento, vivência na terra de muitas dores e tentações, morte e ressurreição, o Deus Unigênito Jesus Cristo, adquiriu uma experiência e poderes que não possuía antes em Sua pré-existência aqui na terra, por este motivo ele poderia dizer: “É Me dado todo o poder no Céu e na terra.” Na prática e mesmo como Deus, Ele não possuía estes poderes e esta autoridade em se tratando de um sentido forense e judicial, é, portanto, neste sentido e aspecto que Ele poderia receber poderes e autoridade, somente neste sentido.
Cristo tem vida em Si Mesmo ou a recebeu de Seu Pai? Como Filho do Homem, Cristo recebeu vida de Seu Pai Celestial, como Divindade, Ele sempre teve vida em Si Mesmo não derivada, não emprestada, como Tal Ele é a Vida tanto quanto Deus o Pai é a Vida, Ele possui vida inerente.

Parte de terça feira. A autoridade da Palavra escrita.

Perg. 03 – Cristo nos falou das várias espécies de terrenos onde é semeada a Palavra de Deus, mas não devemos nos esquecer de que a Palavra de Deus tem poder para transformar solo estéril em uma boa terra, a semente do Evangelho não foi feita apenas para a boa terra, mas, especialmente para a má terra; o que tem ocorrido sempre, é que, as espécies de terras ruins não cedem aos apelos do Semeador para transformá-las em boa terra.

Parte de quarta feira. A autoridade da Palavra falada.

Perg. 04 – O Espírito Santo ainda fala hoje aos corações através da Palavra escrita e, como antigamente, mesmo sem esta Palavra escrita, Ele é o Guia e Dirigente Infalível da igreja e, isso, mesmo que não existissem os profetas, é Ele que está por traz de todo sucesso na administração da igreja, Ele é o nosso Papa e Vigário de Cristo aqui na terra e, é por Sua inspiração que os profetas transmitiram suas mensagens administrativas à igreja, e, é pelo poder e guia Deste Espírito que a estrutura da igreja se mantém de pé até agora; e os profetas? Bem, os profetas foram apenas canais através dos quais estas mensagens administrativas vieram até a esta igreja.
Não devemos nos esquecer que naquele tempo, quando a maioria não sabia ler e os escritos sagrados não eram tão acessíveis como agora, as manifestações visíveis e sobre-naturais da Pessoa de Deus e Seus anjos, eram muito mais freqüentes, assim é que, Deus supria esta necessidade com a Sua Presença e manifestações visíveis e, em muitos casos, em voz audível falada diretamente por Ele Próprio ou através do ministério sacerdotal e, também, pelo ministério profético. Não é tão fácil distinguir as vantagens ou desvantagens entre aquele sistema e o sistema atual, porque Deus sempre supriu as deficiências humanas. O que estou tentando transmitir, é que, a presença e os atos de Deus é que devem crescer em nosso meio em primeiríssimo lugar e como fator primordial, os mensageiros, bem, os mensageiros são apenas mensageiros e, quando menos publicarmos os seus feitos, é melhor para a igreja e para o mundo.
Mais uma palavra sobre a pergunta 04: A Palavra falada assim como a Palavra escrita, tanto uma como a outra, são elementos divinos geradores de fé, a Bíblia diz que a fé vem pelo ouvir a Palavra de Deus ( Rom. 10:17 )e, em certa medida, esta fé é concedida a toda a humanidade (Educ.pág. 253:2 ), o que acontece com a maioria, é que não alimentam este dom da fé com a Palavra de Deus e, esta sementinha de “mostarda” semeada em seus corações, e assim sendo, esta não cresce e acaba desaparecendo das suas vidas, são os resultados desta negligência ( não o efeito da Palavra de Deus em si ) que obviamente, fazem surgir, na vida destas pessoas, o desânimo, a incredulidade e o desespero, porém, quando devidamente alimentada e cultivada e em contacto com a Palavra de Deus, ou diretamente pelo Espírito Santo, na ausência desta Palavra escrita, esta semente cresce e se torna uma grande árvore, produzindo o fruto e os frutos do Espírito Santo.

Parte de quinta feira. Autoridade dos profetas não canônicos.

Perg. 05 – Veja o meu comentário da lição 05 deste mesmo trimestre sobre este aspecto do Espírito de Profecia e seus escritos não canônicos através da história do povo de Deus.
Perg. 06 – Como já focalizado neste comentário, nenhum profeta, seja canônico ou não canônico, tinha autoridade própria, a sua autoridade era a autoridade de Deus, ele apenas canalizava esta autoridade.
Pág. 100 – Precisamos demonstrar tudo isto que consta nestas preciosas declarações, não somente em palavras, mas, também, na prática e, zelar para que o mundo não tenha uma impressão contraria a estas afirmações tão importantes.

Que a nossa vida seja monitorada pela autoridade do Pai Celestial, do Filho de Deus, do Espírito Santo e da Palavra escrita canonizada como a nossa única regra de fé, norma de conduta e base de todas as doutrinas. Amém.


Por Gilson Nery B. Costa. Espírito Santo do Pinhal.

assine o feed

Postagens

acompanhe

Comentários

comente também

Créditos

100% Adventista

Site melhor visualizado no Google Chrome ou no Mozilla Firefox,
Desenvolvido por Bruno, membro da IASD Central do Rio de Janeiro.

Autores:

Clayson Albino

Daniel Santos

Editor Geral:

Bruno Vieira

Todos os Direitos Reservados © 2008 - 2013

Área Restrita

Usuário:
@comunidadeadventista.com
Senha:
Não consegue acessar a sua conta?

  © Comunidade Adventista - 2008 - 2013 | Desenvolvido por Bruno Vieira