Comentário da Lição - Lição 9 - Gilson Nery

A integridade do dom profético

Como é Santo e Íntegro, o Espírito que criou o dom profético, assim, também, é santo e íntegro este dom, e, também, é necessário que os recipientes desta dádiva, sejam santos e íntegros. Isa.52:11. Não se deve entender como santidade dos profetas, que estes sejam infalíveis, mas, as mensagens que vem de Deus por seus intermédios, embora sejam transmitidas em uma linguagem falível e imperfeita, são infalíveis e perfeitas; o dom profético é divino, embora seja colocado em recipientes falíveis e humanos ( Os. 11:4 ); fora do seu estado de inspiração, um profeta, por mais íntegro que seja, pode dar conselhos e mensagens erradas, mas isso não ocorre quando em estado de inspiração divina especial, neste estado a sua mensagem é um “Assim diz o Senhor” e, Deus não “diz” nada errado. A Bíblia diz que dom perfeito ( todos os dons espirituais e sobre naturais são perfeitos ) e, vem do alto, descendo do Pai das Luzes... ,” ( Heb. 1:17, portanto, os dons espirituais em si mesmos, inclusive o dom de profecia, são perfeitos e divinos, tanto quanto o Seu Autor, o Espírito Santo, é Perfeito e Divino; os profetas são como salvas de prata onde o Espírito Santo coloca as Suas maçãs de ouro ( comp.c/ Prv. 25:11), só que, neste caso, o ouro da composição destas maçãs, é o ouro equivalente em pureza, ao ouro das praças da Cidade Eterna, ao passo que, a prata da composição das salvas ( bandejas ), são equivalente a prata comum e contaminada pela pecaminosidade humana; ficaria mais apropriada esta figura de linguagem, se disséssemos: Maçãs de ouro de procedência Celestial, em vasos de barro procedente de um planeta pecaminoso. As maçãs são integralmente divinas, as salvas, são compostas de argila contaminadas pelo pecado, porém, esta contaminação, não altera, em seu conteúdo, estas frutas (frutos) celestiais, embora, aparentemente, isto possa acontecer, na realidade, isto nunca aconteceu e não pode acontecer.

Verso para memorizar: O profeta Micaias define a questão sobre a transmissão das mensagens e Suas origens, ele afirma que Deus é a origem e a mensagem é aquilo que Este Deus disser, o profeta é apenas o porta voz Deste Deus; note as suas palavras: “O que o meu Deus me disser...;” etc. Repito que, no conteúdo da mensagem do profeta verdadeiro não pode haver erros, porque Deus nunca errou e não “diz” nada errado, em se tratando do conteúdo destas mensagens, neste aspecto, eu acredito que Deus tenha usado a linguagem humana e defeituosa para falar com o Seu profeta, mas comunicou a este, mensagens divinas perfeitas e infalíveis, este maravilhoso processo, também, faz parte integrante do mistério da piedade, ou seja, Deus Se tornando carne humana sem deixar de Ser Deus, integralmente Deus e, Sua Palavra integralmente divina, na linguagem humana, sem deixar de ser divina, integralmente divina.

Parte de domingo. A integridade do profeta.

Perg. 01 – Hoje, na igreja, existem muitos oficiais de Acabe aconselhando os oficiais da igreja, a não melindrar aqueles que estão em erro e que são a grande maioria, e, alguns Micaías modernos, como o Micaías antigo, que antes de dar a mensagem verdadeira e integralmente divina, brincam de mentirinhas, ou, mentirolas. Note o seguinte: Em determinadas circunstâncias, a ironia não deveria fazer parte da mensagem dos mensageiros de Deus, porque, naquele momento irônico, alguém menos avisado, ao ter acesso aquele ambiente e sair sem ouvir a apresentação da verdade integral, leva consigo uma mentira que foi falada ironicamente e em tom jocoso. Não devemos brincar de mentirinhas! Linguagem parabólica, é outra coisa!
Nota da perg. 01 – “Escritos isentos de erros, discrepâncias e equívocos,” parág. 3. Em se tratando da inspiração divina quando o profeta recebe do Espírito Santo um “Assim diz o Senhor,”neste caso, a mensagem e seu conteúdo, é absolutamente, isenta de erros, discrepâncias e equívocos, embora esta mensagem seja escrita em uma linguagem humana, não isenta de erros, discrepâncias e equívocos. É preciso saber sempre definir entre a mensagem e seu conteúdo infalível e os escritos e palavras humanas falíveis. As maçãs são de ouro da espécie do ouro da Cidade Celestial, as salvas são de barro ( argila )contaminadas pelo pecado, os escritos podem conter erros, mas, não as mensagens destes mesmos escritos.

Parte de segunda feira. A integridade da mensagem.

Perg. 02 – Note o seguinte: A inspiração atua, também, no profeta ao escolher ele o seu assistente literário, ao ditar a sua mensagem e, este assistente, embora não seja inspirado como o é o profeta, é guiado pelo Espírito Santo, ao copiar e escrever as mensagens do profeta, e, a supervisão final dos trabalhos, é do profeta, que o faz, também, inspirado pelo Espírito Santo. O assistente não é inspirado ao escrever as mensagens, mas é guiado e ajudado pelo Espírito do Senhor, nesta sua obra como secretário do profeta. Comp.c/ Jr. 1:12.
Em Jr. 42:22 a 43:4, leia, também, 42:1 a 43:4.
Nota da perg. 02, terceiro parágrafo: O primeiro item desta nota, não justificaria a acusação de plágio, o segundo, depende das leis em vigor na ocasião e os costumes imperativos da época.

Parte de terça feira. “Assim diz o Senhor.”

Perg. 03 – É neste ponto que reside a grande e fundamental diferença entre um mensageiro sacro comum e um mensageiro inspirado pelo Espírito Santo, o primeiro pode cometer erros, discrepâncias e equívocos no conteúdo de suas mensagens em sua “inspiração” comum, o segundo pode cometer erros apenas nas suas palavras e seus escritos, não no conteúdo de suas mensagens, porque este conteúdo é equivalente à um “Assim diz o Senhor.”

Parte de quarta feira. O crescimento na compreensão.

Perg. 04 – Aqueles que exigem que os profetas devem saber tudo não precisando de crescimento e progresso na aquisição de conhecimento, colocam os seus profetas como sendo Oniscientes e, é, sabido que somente Deus é Onisciente; o Próprio Filho de Deus, em sua Humanidade, precisou aprender progressivamente sobre os caminhos de Deus ( Heb. 5:8 ), e, note bem, não sabia o dia e a hora da Sua segunda vinda a este mundo ( Mt. 24:36 ), e, como todos os cristãos crêem, Ele foi infinitamente maior do que qualquer profeta, Ele foi, em todos os aspectos, infinitamente, o Maior de todos os profetas.
Não esquecer nunca que as salvas onde Deus colocava as Suas maçãs de ouro, eram de barro e, assim sendo, não suportavam o peso de muitas maçãs de ouro e, que o ouro é extremamente pesado, não pode ser suportado, em grande quantidade, em bandejas frágeis como o barro, a não ser que o Alquimista por Excelência, transforme estas em salvas de prata, mas não devemos nos esquecer que esta alquimia divina se processa geralmente falando, progressivamente e não de forma instantânea.
Nota da perg. 04 – Conhecimento infalível ou revelação divina infalível?

Parte de quinta feira. Quando os profetas entendem errado

Perg. 05 – O primeiro conselho de Nata, não foi dado sob inspiração divina, foi o parecer pessoal do profeta. É preciso ter em mente que quando se fala em infalibilidade ou falibilidade,a referencia não é a pessoa do profeta, suas palavras escritas ou faladas, mas sim o conteúdo de suas mensagens quando existe a pretensão de que este é dado sob a inspiração especial do Espírito Santo. Quando o profeta emitiu sua mensagem a Davi, ele não se encontrava sob esta inspiração; se ele tivesse dado a segunda mensagem sob esta inspiração e, a seguir viesse uma outra mensagem contradizendo esta, neste caso, esta última teria que ser rejeitada como falsa porque estaria contradizendo uma mensagem de origem divina concedida a um profeta sob a inspiração do Espírito santo e, neste caso, se esta mensagem tivesse sido emitida pelo mesmo profeta, contradizendo uma outra anterior tida como também inspirada pelo Mesmo Espírito, teríamos que rejeitar este profeta como sendo um profeta verdadeiro porque, neste caso, ele estaria se envolvendo em um espírito de contradição e confusão.
Pág. 114, III, Profetas em erro. B. Em se tratando de possibilidades para Deus, não existe limite para isto; a Bíblia Sagrada é toda suficiente para guiar o povo de Deus independentemente de escritos não canônicos em qualquer tempo e lugares, o que ocorreu, através da história da igreja, é que o povo de Deus durante séculos negligenciou o devido estudo deste Padrão e norma de conduta e, Deus em Sua misericórdia, enviou mensagens adicionais e suplementares para ajudar o Seu povo, devemos agradecer sempre a Deus por isso, mas, por outro lado, não devemos descentralizar a Palavra escrita e canonizada das Escrituras Sagradas, esta é e sempre será a toda suficiente Lâmpada para os nossos pés e Luz para o nosso caminho neste mundo de trevas e desesperanças.
Pág. 116 – Quando os profetas entenderam errado.: Davi não questionou se Nata era inspirado ou não porque ele já o tinha como um profeta íntegro e verdadeiro, e, além disso, este profeta era pessoalmente conhecido como profeta por Davi, não tinha o que questionar, porém, nós, no bom sentido, precisamos questionar, não sobre o que seja ou não inspirado, mas, sobre “quem” é inspirado ou não!
Pág. 117, em testemunhando: Mensagens de pessoas que morreram há séculos: Estas mensagens que devem “governar” a igreja, em hipótese alguma, podem ser de pessoas que morreram há séculos, mas de Uma Pessoa que, embora tenha morrido há séculos, se encontra Viva há séculos e que estará Viva por todos os séculos da eternidade, note Quem é Esta Pessoa: Apc. 1:18-19;Heb. 13:8. Deus que livre sempre a Sua igreja de ser governada por pessoas ou suas mensagens, quer estejam vivas quer tenham morrido há séculos. Amém!


Que o Espírito Santo derrame sobre a Sua igreja o dom do discernimento de espíritos(I Cor. 12:10) para que possamos ser íntegros e governados unicamente pelos “Assim diz o Senhor, e, nunca pelo Assim diz o ser humano, por mais santo e íntegro que este possa ser. Amém!

Por Gilson Nery B. Costa. Espírito Santo do Pinhal.

assine o feed

Postagens

acompanhe

Comentários

comente também

Créditos

100% Adventista

Site melhor visualizado no Google Chrome ou no Mozilla Firefox,
Desenvolvido por Bruno, membro da IASD Central do Rio de Janeiro.

Autores:

Clayson Albino

Daniel Santos

Editor Geral:

Bruno Vieira

Todos os Direitos Reservados © 2008 - 2013

Área Restrita

Usuário:
@comunidadeadventista.com
Senha:
Não consegue acessar a sua conta?

  © Comunidade Adventista - 2008 - 2013 | Desenvolvido por Bruno Vieira