Comentário da Lição - Lição 09 - Gilson Nery

Lição 09. Segundo trimestre. 23 a 30 / 05 / 009
Comentários de Gilson Nery
Esc. Sabatina.


O C é u

“O Senhor estabeleceu o Seu Trono nos Céus...;” Sl. 103:19; “O Trono do Senhor está nos Céus...;” Sl. 11:4; “Eu vi o Senhor assentado sobre um alto e Sublime Trono...;” Isa. 6:1; “...”Num alto e santo Lugar Habito...;” Isa. 57:15. Etc.
A Bíblia menciona “os céus” e, O Céu dos céus ( I Reis 8:27; Neem. 9:6, e, este Céu dos céus, a Palavra de Deus o define como “Terceiro Céu,” onde se contra o Paraíso ( II Cor. 12:2-4 ) e, onde se encontra, atualmente, o Santuário das moradas do Altíssimo ( Sl. 46:4 ), e, neste Céu, dos céus, como dizem os textos citados acima, habitam os santos anjos ( Dan. 7:9 e 10 e Apc. 5:1 e o verso 11 ), e, segundo fortes evidências bíblicas, estes santos anjos, são os habitantes que mantém residências fixas neste santo lugar do Universo onde se encontra a habitação Pessoal e Física da Divindade, em toda a Sua Glória e Majestade.
Para o autor deste pequeno tratado, o Deus que governa este vasto e infinito Universo, é um Deus absolutamente Pessoal, um Deus Pessoa, “Físico,” “Concreto” e, dotado de “Corpo,” “Alma” e espírito. ( Creio que sejam Três Pessoas distintas, cada Uma possuindo os mesmo atributos e exercendo ministério específicos na administração do Universo e particularmente e especialmente, no maravilhoso e grandioso plano da redenção do homem e, em certo sentido, de todo o Universo ); assim sendo, creio que a Pessoa divina que nós conhecemos como O “Pai”Celestial, seja uma Pessoa “Física,” dotada de “espírito,” alma e Corpo; que a Divindade que nós conhecemos como O Filho de Deus assim como o Espírito Santo, igualmente, possuam os mesmos atributos mencionados; não creio que a composição e a constituição física Desta Divindade, seja a mesma dos seres criados, mas creio e admito que a Pessoa de Deus seja absolutamente real e tangível; Ele não é uma energia que no cosmo permeia a matéria, e, também, não é um Ser Fluídico Gasoso Polimorfo ou Multiforme; à nossa ótica, a Divindade pode Se apresentar de varias formas, mas, é apenas em nossa visão que se processa a diferença. A Pessoa da Divindade é imutável com uma única exceção, que foi por ocasião da encarnação do Verbo Eterno. Em síntese, creio em Três Pessoas “Físicas” e Perfeitamente “Concretas” e Tangíveis, que estão no comando do Universo; assim sendo, não me é concebível a idéia de uma Pessoa da Divindade assim descrita, habitando literalmente, em um espaço do tipo vácuo do espaço sideral, mas sim, em um espaço físico concreto e absolutamente real. Posso conceber que a Divindade tenha reservado um espaço na vastidão do Universo para o “lugar” da Sua santa habitação; vejo neste “lugar” ou região espacial cósmica, um Corpo Celeste, Um mundo, um Planeta ou ainda, um Astro de dimensões muitíssimas mais além dos mundos e planetas que existem no Universo, composto de matérial físico e absolutamente real e literal. Posso conceber neste Corpo Celeste, estruturas físicas, tais como, “Palácios de marfim,” mencionados no Salmos 45:8, e, Cidades literais e, também A Cidade Eterna onde se encontra o Santuário Celestial que é equivalente ao Palácio do Rei dos reis e Senhor dos senhores dentro do qual, estar o Trono da Divindade. Comparar com Sl. 46:4 e Apc. 22:-5, e, creio que, também, existam outras cidades literais espalhadas por este imenso Astro Celestial; vejo neste planeta o lugar da habitação exclusiva dos anjos, querubins, Serafins e Arcanjos, todos como pessoas físicas reais e concretas que formam o Séqüito do Rei e, que são, também, seres encarregados de levar mensagens para todos os recantos do Universo habitado, assim como trazer mensagens destes planetas habitados para a região Central do Universo, justificando assim a designação “anjo” que etimologicamente segnifica mensageiro.
Quando contemplo as estrelas ( sóis )e os planetas no Cosmo, vejo neles, ou em quase todos eles, mini-céus, ou seja, cópias do Astro Rei Central do Universo, com seus habitantes, suas populações constituídas de seres ( não anjos )e, nestes mini-céus ( Planetas ), vejo pessoas que vivem vidas reais e felicidade completa e eterna.
Posso divisar no Universo, duas classes de populações, aquela que povoa os trilhões de trilhões de planetas distribuídos entre as trilhões de Galáxias, que ao meu ver, giram em torno do Supremo Astro rei, ou seja, o Corpo Celeste Central do Universo onde se encontra a Cidade Eterna e o Palácio Real da Divindade, e, aquela população composta de seres criados, também à imagem de Deus e que tem funções específicas diferentes das demais criaturas, esta classe tem residência fixa neste Santo e Sagrado lugar do Universo e, dali partem em suas missões através do espaço sideral, para os planetas e suas populações; estes seres espaciais alados, desenvolvem incríveis velocidades totalmente inconcebíveis pelo raciocínio humano, conforme já mencionado neste trabalho, a velocidade da luz ( 300.000 quilômetros por segundo )seria risível, se comparada a velocidade desenvolvida por estes seres habitantes do Astro Rei central do Universo.

Evidências astronômicas da forma, contornos e linhas gerais do Corpo Celeste onde se encontra o Palácio Real de Deus, na região do Terceiro Céu.

A Bíblia fala da redondeza da terra ( Isa. 40:22 )e, mesmo independente do auxilio de aparelhos, podemos a olho nu divisar os contornos e as linhas gerais de tosos os planetas, e mesmo dos sóis ( estrelas ) que povoam o Cosmo e, que podem serem vistos e observados. Todas as fotos de poderosos telescópios ou satélites, nos mostram, sem exceção, a imagem arredondada, de formas circulares, dos planetas e mesmo das estrelas; também estamos informados que todos são dotados de movimentos rotativos com condições de rotação em relação a projeção da luz em seus espaços geográficos; são planetas de todas as dimensões, mas, todos com seus contornos circulares. Não tenho informação sobre a existência de planetas de formas retangulares, triangulares ou quadrado ao cubo. Vemos em todos os planetas de todos os sistemas solares do espaço sideral, a sincronização da luz e espaço geográficos relativos a movimentos de rotação destes corpos celestes. Vejo na criação do nosso planeta, uma evidência divina para fazer do nosso mundo um mine céu, “semelhante” ao mundo central do Universo. Quando leio as Palavras da Divindade: “...Façamos o homem a Nossa Imagem, conforme a Nossa “semelhança...,” (Gen. 1:26 ), vejo nestas Palavras, além da criação dos habitantes deste planeta, a criação de um mundo, também, “semelhante,” ao mundo em que a Divindade habita. Não vejo nenhuma razão para que Deus tenha planejado e criado os habitantes deste planeta à Sua Semelhança e ao mesmo tempo, tenha criado um habitat para estes totalmente diferente do Seu mundo. Quando contemplo a nossa Galáxia com os seus trilhões de sóis e planetas, todos de formas circulares, quando me conscientizo da existência de até um trilhão de Galáxias com os seus trilhões de estrelas e mundos correspondentes, todos com formas e contornos circulares; quando considero números tão “astronômicos, existentes no espaço infinito, não posso e não vejo possibilidade lógica e coerente com uma engenharia de Um Criador tão Sábio e tão Coerente em Seus caminhos, que Ele depois de criar todos estes mundos e sóis de formas semelhantes, isto é, de formas circulares e arredondadas, sem exceção, e, ao mesmo tempo, residir em um corpo Celeste completamente em contraste com aqueles que criou para os Seus súditos. Não me é concebível um Deus que tenha criado os habitantes deste planeta A Sua Semelhança, criando todos os incontáveis mundos do Universo com formas arredondadas e circulares, e ao mesmo tempo, morando em um Corpo Celeste de forma triangular, piramidal ou quadrado; seria, segundo esta lógica coerente, um contra-senso astronômico não condizente com um Deus tão achegado e tão interessado em que em tudo sejamos semelhantes a Sua Pessoa, aos Seus sistemas e, ao Seu Mundo.
Partindo deste vasto e “astronômico” contexto, posso conceber que Deus tenha implantado, também, ao criar todas as condições de uma vida normal, feliz e perfeita em cada planeta do espaço sideral, o Seu ciclo semanal de sete dias, não importando, para o caso, as dimensões de cada dia correspondente destes mundos; não é a duração do dia que importa, mas sim, o numeral sétimo do ciclo de sete dias é que deve prevalecer porque esta é a mentalidade divina sobre o caso, e, que este sétimo derivado de cada criação de cada planeta, tenha sido reservado para uma adoração de tempo integral e especial ao Criador; embora seja uma especulação sadia, eu creio até mesmo que o próprio Corpo Celeste onde se encontram a Cidade Eterna, o Palácio Real ( Santuário ), o Trono de Deus neste Santuário, e, as muitas moradas para milhões de milhões e milhares de milhares, de anjos de Deus, possua, também os seus movimentos de rotação e translação, formando assim também, o sétimo dia da Divindade e dos anjos celestiais e, quem sabe, os dias deste Corpo Celeste sejam iguais a mil anos e o seu sétimo seja um sábado de mil anos no qual passaremos ali, como hóspedes de honra neste descanso milenar voltando depois para assistirmos o Grande Artista Criador, trabalhando na recriação do nosso planeta adornando-o para a nossa morada eterna? Compare este raciocínio com II Pd. 3:8.
Uma atitude divina de transcendental, maravilhosa aos extremos e de surpreendente importância, da parte de Deus que ocorrerá depois do grande sábado de mil anos passados no Seu Terceiro Céu, na Sua Cidade Eterna e mais particularmente em Seu Palácio Real:
Deus virá de mudança com todos os Seus móveis, Palácio e até mesmo a Sua Cidade Eterna para este nosso pequenino “grão de areia,” para fixar residência permanente e eterna aqui em nosso mundo e, assim sendo. O próprio Terceiro Céu será transferido para este nosso planeta e aqui será o Centro do Universo e de todas as atenções de todos os habitantes de todo este Universo. Comparar com Apc. 21:3-5;22:1-5;Isa. 65:17 e 66:22-23.
Note mais esta maravilha: Quando Deus criava o nosso mundo, é nos dito que as estrelas ( anjos ) cantavam vendo Deus trabalhando nesta obra de criação,e , que todos os filhos de Deus ( habitantes de outros mundos ), rejubilavam; Jô. 38:4-7; a grande maravilha porvir, é que, do lado de dentro dos muros da Cidade da Nova Jerusalém, quando esta já estiver sido estabelecida aqui em nosso planeta, NÓS, VEJAM BEM, TODOS NÓS SEUS FILHOS, ASSISTEREMOS ESTA NOVA CRIAÇÃO E, TAMBÉM CANTAREMOS E NOS REJUBILAREMOS VENDO O GRANDE ARTISTA CRIANDO OUTRA VEZ ESTE NOSSO PLANETA COM OS SEUS CÉUS ATMOSFÉRICOS. A M É M !
Este é o Céu como existe atualmente na região do terceiro Céu e como ele será depois de recriado após o milênio, ou seja, com a Presença física e real das Pessoas da Divindade habitando com residência fixa e eterna entre nós.
Por que todo este privilégio para com o nosso planeta e para conosco? Lembremo-nos de que foi aqui que a Divindade Se fez Carne, viveu e sofreu agruras e tentações que poderiam ter-Lhe custado a própria vida eterna, morreu derramando o Seu sangue sobre a terra e, ressuscitou para exercer funções Sacerdotais em favor da humanidade. Este é o grande motivo. ( Do livro sobre o Sábado, de autoria de Gilson Nery, em andamento ).

Parte de domingo. Quando chegaremos ao Céu?
Perg. 01 – Na morte passamos a ser como antes de termos nascido restando apenas o principio vital que nos foi concedido por Deus o qual é recolhido por Ele, e, o pó da terra que volta a terra, nada mais que isto.
02 – Sem a ressurreição todos os mortos, sem exceção, estariam todos perdidos e, isto quer dizer que, é preciso viver para irmos com Cristo para a eternidade e não morrer.

Parte de segunda feira. Céu ou inferno?

Se pudéssemos optar por não ter nascido, Deus não nos teria criado.
Perg. 02 – Deus nos informa que todo o Universo é testemunha de que Ele fez a proposta de vida ou morte para a humanidade e solicitou que esta escolhesse os caminhos da vida. Veja em Dt. 30:15-20;

Parte de terça feira. O Reino agora e no futuro.

Note o seguinte: O Trono do reino da Graça é o mesmo Trono do Reino da Glória, mas, aqui em nosso planeta, não podemos contemplar o Trono da Glória e, somente pela fé que existe no Reino da Graça, podemos nos dirigir ao Trono da Glória.
Perg. 04 – Este é o Reino da Graça que se encontra implantado dentro de nós e que nos preparará para o futuro Reino da Glória; agora vivemos em meio as turbulências do reino das trevas, mas com a paz interior do Príncipe da Paz.
05 – Justiça do Senhor Justiça Nossa e alegria no Espírito Santo no reino do Filho do Seu amor. Etc.

Parte de quarta feira. Além dos melhores sonhos.

Perg. 07 – Seremos como anjos no aspecto e contexto do assunto que Cristo estava discorrendo com os Saduceus, isto é, em se tratando de casamento; o ser humano sempre será ser humano para toda a eternidade, como o Próprio Jesus Cristo o será, OU SERÁ QUE SOMENTE JESUS CRISTO SERÁ HUMANO E NINGUÉM MAIS???

Perg. 08 – Nada, absolutamente nada que venha a nos entristecer ou causar infelicidade, existirá na Nova Terra.
Note o seguinte: Não haverá o mar, como ele existe agora depois do dilúvio, mas ele existirá como foi criado no principio e antes da maldição deste dilúvio. Veja, Gen. 1:10, assim como a noite que não existirá neste lugar, ela não existirá como existe agora, mas existirá como existia no principio em que tudo na natureza sorria e cheirava felicidade e amor. Comp.c/ Apc. 7:15 e 21:25.

Parte de quinta feira. Encontrando o Senhor do Céu.

Perg. 09 – Temos a certeza de um Deus que nunca deixou de cumprir Suas promessas, embora nem sempre, nós O tenhamos compreendido. Temos a Sua Palavra e, com base nesta Palavra, nós temos certeza de que O encontraremos face a face em Sua vinda nas nuvens dos Céus e que moraremos eternamente com Ele aqui em nosso mundo renovado. Amém!
Perg. 10 – Que Deus nos dê uma eternidade de tempo para termos mais tempo para amá-Lo, adorá-Lo, louvá-Lo e admirá-Lo. Amém!
Pág. 114, em Esboço do aprendizado, item: Resumo. Um Céu sob medida só para você. Este Céu sob medida só para mim, eu entendo que seja aquele lugar que Cristo foi nos preparar dentro da Cidade Eterna; cada um de nós terá um apartamento de altíssimo “luxo” reservado nesta Cidade para passarmos os Sábados de adoração e as convenções mensais de recreação e lazer, e, estes apartamentos estão sendo preparados no sentido de que tudo será feito de acordo com as nossas preferências e nossos gostos, em se tratando de móveis e decorações que mais gostamos, naturalmente, não de acordo com gostos estragados que existem hoje.

As folhas da árvore são para a “cura” das Nações. Eu diria: Para o bem estar das Nações; a folhuda Arvore da vida deve ser de uma beleza tão exuberante que apenas em contemplá-la, será o suficiente para causar em nós um bem estar imenso e fora do comum; somente vendo para ver, e, vamos ver. Amém!


Que o reino da Graça ( Céu ) esteja dentro de nós hoje, para que possamos no futuro estarmos dentro do Reino da Glória. Amém!

Por Gilson Nery B. Costa. Espírito Santo do Pinhal.
E-mail gilnery@uol.com.br Tel.19-3651-1987.
Estado de S. Paulo.Brasil.

Classe Universitários
www.oestadio.com/escola.shtml

assine o feed

Postagens

acompanhe

Comentários

comente também

Créditos

100% Adventista

Site melhor visualizado no Google Chrome ou no Mozilla Firefox,
Desenvolvido por Bruno, membro da IASD Central do Rio de Janeiro.

Autores:

Clayson Albino

Daniel Santos

Editor Geral:

Bruno Vieira

Todos os Direitos Reservados © 2008 - 2013

Área Restrita

Usuário:
@comunidadeadventista.com
Senha:
Não consegue acessar a sua conta?

  © Comunidade Adventista - 2008 - 2013 | Desenvolvido por Bruno Vieira