Tragédias da vida

Mais uma vez o Brasil fica chocado com a ocorrência de um violento desastre aéreo. Desta vez, mais de 220 pessoas podem ter perdido suas vidas na queda do A330 sobre o Oceano Atlântico.

Tanto no Brasil quanto na França, e certamente em diversos outros países, famílias, amigos e colegas, estão desolados pelas perdas que esta tragédia ocasionou. Foram muitos maridos, muitas esposas, pais, mães, filhos, professores, amigos, parentes, etc., que não retornarão ao lar.

Como cristãos, devemos nos solidarizar com o sofrimento e elevar ao Senhor as nossas orações por conforto e consolo aos enlutados.

Mas, como comentei aqui há algumas semanas, eventos como estes devem nos motivar a refletir sobre nossa própria experiência de vida, especialmente no trato que damos àqueles que estão à nossa volta.

Pelos noticiários podemos acompanhar diversas homenagens que estão sendo prestadas às vítimas do acidente com o Air France; até mesmo o Governo Brasileiro prestou sua homenagem, decretando luto oficial em todo o País.

Mas… para as vítimas, para os que, possivelmente, já estão mortos, tais homenagens não surtem mais efeito algum (cf. Ecles. 9:5-6).

Por isso, quero novamente convidar você a homenagear as pessoas importantes da sua vida AGORA, enquanto elas ainda estão ai do seu lado. Pode ser que chegue o momento em que você deseje fazer isso, mas não consiga mais!

Sua esposa, seu marido, seu pai, sua mãe, um tio, uma tia… seus filhos, seus professores, avós, seus netos… o pastor de sua igreja, um ancião dedicado, um diácono zeloso… aquele amigo para todas as horas, ou aquela amiga que sempre está ao seu lado, aquele professor que marcou sua experiência de estudante, seu patrão, seus funcionários… pode ser o porteiro do seu prédio, o carteiro da sua rua, o caixa do supermercado… aquela atendente simpática dos Correios, o gerente do seu banco, o gari que deixa tudo limpinho… enfim…

… demonstre para as pessoas especiais da sua vida o quanto elas são ESPECIAIS. Faça isso AGORA, enquanto elas podem ver e ouvir.

Tenho certeza que elas vão gostar muito de saber que são amadas, admiradas e respeitadas.

“Como maçãs de ouro em salvas de prata, assim é a palavra dita a seu tempo” (Prov. 25:11).
Pr.Gilson Medeiros
http://prgilsonmedeiros.blogspot.com/

assine o feed

Postagens

acompanhe

Comentários

comente também

Créditos

100% Adventista

Site melhor visualizado no Google Chrome ou no Mozilla Firefox,
Desenvolvido por Bruno, membro da IASD Central do Rio de Janeiro.

Autores:

Clayson Albino

Daniel Santos

Editor Geral:

Bruno Vieira

Todos os Direitos Reservados © 2008 - 2013

Área Restrita

Usuário:
@comunidadeadventista.com
Senha:
Não consegue acessar a sua conta?

  © Comunidade Adventista - 2008 - 2013 | Desenvolvido por Bruno Vieira