Comentário da Lição - Lição 02 - Gilson Nery

Lição 02. Quarto trimestre. 03 a 10 / 10 / 009
Comentários de Gilson Nery
Esc. Sabatina.


Preparando um povo

“...Prepara-te, ó Israel, para te encontrares com o teu Deus.” Am. 4:12. Cristo nos afirma que foi nos preparar lugar na Casa de Seu Pai ( João 14:3 ), e Paulo, em sua epístola aos Hebreus, nos diz que Deus já nos preparou uma Cidade ( Heb. 11:16 ), porém, ao mesmo tempo que a Divindade e os santos anjos estão preparando a Cidade mais gloriosa e mais bela do Universo, Este Mesmo Deus e estes santos anjos, tem estado a milhares de anos, preparando um povo para, quem sabe, ocupar os lugares vazios pela ausência dos anjos que não permaneceram nas Coortes dos Rei dos reis e Senhor dos senhores; este preparo se iniciou, por ato divino e aqui em nosso planeta, lá pelos primórdios do Jardim do Edem, assim que o primeiro casal se separou de Deus pela transgressão das Suas leis, ali naquele exato momento, se iniciou, por ato exclusivamente divino, o preparo do povo de Deus para se encontrar com o seu Deus; podemos ver naquele episódio, Deus Se deslocando do Seu Trono e vindo Pessoalmente em busca dos Seus queridos que, naquelas circunstâncias, queriam tudo, menos se encontrarem com o seu Deus, mas, enquanto eles fugiam de Deus, Este Deus “caminhava” apressadamente, em busca deles para tirar deles as suas precárias vestes de folhas de figueira para revesti-los com as túnicas de peles mais ricas, belas, aconchegantes e gloriosas que já existiu em todo o Universo, pois foram confeccionadas artesanalmente pelas mãos do Próprio Deus que vestiu Pessoalmente com Suas Próprias mãos, aqueles rebeldes que infelizmente, teriam que sair do Jardim e fontes dos amores mais belas, mais poéticos e mais santificadas romance jamais vistos em toda a história. Se tivessem que deixar aquele maravilhoso e aconchegante lugar, que o fizessem bem agasalhados com roupas apropriadas para as intempéries fora do belo lar e com provas palpáveis do amor de Deus bem coladas ao seu próprio corpo. Assim foi que se iniciou, por ato de Deus, o preparo de um povo pecador para o seu reingresso e reintegração à Mansões Eternas. Quando falarmos do preparo de um povo para que se encontre com o seu Deus, precisamos enfatizar e centralizar, não o povo e o que este deve fazer, mas sim, o Deus que o está preparando, não as folhas da figueira das possibilidades humanas, mas sim os finíssimos, ricos e celestiais casacos de peles da nobreza do Príncipe da Vida que deu a Sua “pele,” para que possamos ser revestidos das Suas vestes de justiça, para que possamos ser vencedores neste estado de coisas fora do Jardim Edênico e para que possamos ser recebidos de volta no Paraíso restaurado. Amém!
Precisamos manter perante o povo aquilo que Deus fez por ele, o que Deus está fazendo neste exato momento por este povo, e, o que Deus ainda fará no futuro por todos nós, e, aí sim, apelar com base nestes feitos divinos, para este povo se prepare para se encontrar com o seu Deus.

Verso para memorizar: Note o seguinte: Deus é o Deus da saúde e do sucesso financeiro e demais aspectos positivos da vida humana, mas, segundo este texto ( III João 2), desde que estas benesses contribuam para o bem da nossa “alma,” ou seja, a nossa vida espiritual presente e a futura, na eternidade. Comp.c/ Mt. 16:26. Qualquer ênfase que for dada, por quem quer que seja ou movimento religioso que seja, no sentido de inverter este conceito divino, não é de Deus, mesmo que realizem grandes e maravilhosos milagres.

Parte de domingo. Controle da doença.

Deus prometeu afastar toda enfermidade da nossa vida; veja Dt. 7:15 e Exd. 15:26, e, esta promessa se cumpriu literalmente, na história do povo de Deus durante a sua jornada pelo deserto do Sinai; o testemunho divino foi de que entre eles não houve um só enfermo. Ver Sl. 105:37, mas, é preciso notar que o Mesmo Deus que prometeu e cumpriu esta bênção para com aquele povo, realizou esta maravilha entre o Seu povo, para que este vivesse uma vida em harmonia com as suas leis morais, espirituais e higiênicas. Leia com atenção, Exd. 15:26 e, comparar com João 5:14; é preciso, no entanto, considerar e lembrar que, por enquanto, todo ser humano envelhece e morre de alguma enfermidade ou deficiência orgânica qualquer, mas, e isso é de extrema importância que se diga, no leito da extrema velhice ou enfermidade, a promessa divina é que o Senhor estará ao seu lado, cuidando deste enfermo com muito carinho. Ver Sl. 41:3, na Bíblia Viva; textualmente falando, este verso diz: “Quando estiverem doentes, o Senhor estará ao seu lado, cuidando delas com muito carinho.” É isto que, em primeiro plano, precisamos passar para um enfermo em seu leito de dor, velhice ou de morte, precisamos fazê-lo visualizar e conscientizar-se da presença de Deus ao seu lado cuidando dele com todo o carinho, seja para uma cura de suas enfermidades ou para o sono dos justos que culmina na manhã da ressurreição dos santos por ocasião da segunda vinda de Cristo. Amém!
Qualquer movimento milagreiro que não for pautado pelo principio estabelecido em Exd. 15:26 e João 5:14, não está sendo dirigido pelo Espírito Santo. A humanidade precisa de saúde e de milagres, mas quando um grande volume de milagres não leva aos beneficiados aos mandamentos e as leis de Deus, estes movimentos não tem o sinete da aprovação divina, e, isto é assim, porque a pessoa que foi curada, ( se é que realmente foi curada ) e não instruída nos caminhos do Senhor, fica confirmada e estabelecida em seus próprios caminhos por estes milagres e, estes segundo a Bíblia, leva a morte, isto é, a morte eterna. Comp.c/ Prv. 14:12 e Jr.17:9.
Perg. 01 – Para um povo que não tinha nenhuma noção de higiene oriundo de uma escravidão, também, sem os devidos cuidados com a saúde e perigos de epidemias e, agora em um deserto sem nenhuma assistência médica ou coisa parecida, estas instruções divinas visavam corrigir estes falsos conceitos de ignorância e recuperar os portadores destas enfermidades através de um período de isolamento preventivo; imaginem quase três milhões de pessoas sem nenhuma educação de saúde e higiene naquela situação, se Deus não tivesse tomado estas providências emergenciais! Lembram da gripe espanhola? Quantos morreram por falta de conhecimento dos micros organismos patogênicos ? 50.000.000 de pessoas, mais de quinze vezes o número dos peregrinos do deserto do Sinai; teria sobrado alguma coisa daquele povo, se não fosse as instruções divinas sobre higiene e saúde?
Perg. 02 – Já respondida na pergunta 01, comentada acima.

Parte de segunda feira. Controle social.

Perg. 03 – Já respondido na nota da lição; o pecado possui uma abrangência muito mais ampla do que nós imaginamos, este é uma transgressão da lei de Deus mesmo que seja cometido aparentemente, apenas contra o nosso próximo, é a lei de Deus que é transgredida quando nós ferimos ou causamos danos de qualquer espécie ao nosso próximo.
Perg. 04 – Confissão genuína ao próximo ofendido e a Deus cuja lei foi transgredida; restituição plena com o acréscimo de 20% ( quinta parte ) e, no caso da morte do ofendido, devolver ao parente mais próximo, não tendo parente próximo, devolver ao sacerdote em forma de oferta para o cerimonial alegórico; hoje, seria em oferta para a obra do ministério evangelistico.

Parte de terça feira. Fidelidade matrimonial.

Todos os aspectos cerimoniais e simbólicos existentes nesta leis que tinham a finalidade de impressionar as mentes com as terríveis malignidades e conseqüências do pecado, foram abolidos, mas não os princípios morais destas mesmas leis, estes não foram abolidos; os detalhes rituais e simbólicos cerimoniais contidos nestas leis foram abolidos, por exemplo: Quando a lei diz: “imundo até a tarde,” este até a tarde é o aspecto cerimonial desta lei que tinha como objetivo impressionar aquele povo com a seriedade e malignidade da contaminação do pecado naquele caso, mesmo depois de banhados e limpos fisicamente falando, ainda, espiritualmente estavam contaminados pelas conseqüências do pecado. Por estranho que possa nos parecer hoje, todas estas leis e seus aspectos cerimoniais existentes naquela época, tinham como objetivo salvar e não destruir, Deus estava interessado particularmente e especialmente na vida eterna daquele povo e tomou medidas extremas que para nós hoje são sem sentido e até certo ponto bárbaras, mas as circunstâncias daquela época exigiam medidas drásticas para preservar e levar aquele povo a salvação e ao Salvador já presente entre eles.

Parte de quarta feira. Cidadãos consagrados.

Perg. 06 – O nazireado; os nazireus e os nazarenos. Significado etimológico: Separado e consagrado especialmente, a Deus. Podia ser por tempo determinado, por voto perpetuo; desde o ventre, exemplos: Sansão. Jz. 13:4,5; Samuel, I Sam. 1:11,28.; João Batista. Lc. 1:15; os amigos de Paulo. At. 21:20-26; etc. Depois do exílio o numero de nazarenos aumentou muito. Ver I Macabeus 3:49. Apócrifo.
Por que o nazireu não podia comer nada da vide, nem uvas ou sucos destas? Porque a fermentação pode ocorrer mesmo ainda nos frutos da vide e em seus cachos e, nos sucos então nem se fala, e, o que dizer então da vida naquele deserto de grandes calores!?; Todo cuidado era pouco para manter uma consagração especial intacta e perfeita perante Deus. Era uma medida circunstancial de preservação da santidade do nazireu durante aquela época.

Parte de quinta feira. A bênção arônica.

Perg. 09 – Note as três vezes em que a Divindade é mencionada pela designação Senhor. Em Isaias existe o mesmo significado quando aparece três vezes a palavra Santo. Isa. 6:3: Santo, Santo, Santo.


Que a bênção Trinitária nos faça nazireus para Deus durante toda a nossa vida. Amém!

Por Gilson Nery B. Costa. Espírito Santo do Pinhal.
E-mail gilnery@uol.com.br Tel.19-3651-1987.
Estado de S. Paulo.Brasil.
www.oestadio.com/escola.shtml
www.twitter.com/esclasse

assine o feed

Postagens

acompanhe

Comentários

comente também

Créditos

100% Adventista

Site melhor visualizado no Google Chrome ou no Mozilla Firefox,
Desenvolvido por Bruno, membro da IASD Central do Rio de Janeiro.

Autores:

Clayson Albino

Daniel Santos

Editor Geral:

Bruno Vieira

Todos os Direitos Reservados © 2008 - 2013

Área Restrita

Usuário:
@comunidadeadventista.com
Senha:
Não consegue acessar a sua conta?

  © Comunidade Adventista - 2008 - 2013 | Desenvolvido por Bruno Vieira