Hoje Estarás Comigo no Paraíso

(Este estudo dá a explicação sobre uma dúvida da maioria das pessoas quanto ao verso de Lucas 23:43)


Para introduzir o assunto vamos ler todo o texto: “Então disse: Jesus, lembra-te de mim, quando entrares no teu reino. Respondeu-lhe Jesus: Em verdade te digo que hoje estarás comigo no paraíso” (Lucas 23:43).

A questão em torno da qual gira a polêmica é a ocasião em que os santos deverão “entrar” no Paraíso. Teria Jesus prometido ao ladrão convertido a sua entrada com ele no Paraíso naquele mesmo dia?

Examinemos o que as Escrituras Dizem a Respeito

Mat. 16:27 “Porque o Filho do homem há de vir[1] na glória de seu Pai, com os seus anjos; e então retribuirá a cada um segundo as suas obras.”

Mat. 25:31-34 “Quando, pois vier o Filho do homem na sua glória, e todos os anjos com ele, então se assentará no trono da sua glória; e diante dele serão reunidas todas as nações; e ele separará uns dos outros, como o pastor separa as ovelhas dos cabritos; e porá as ovelhas à sua direita, mas os cabritos à esquerda. Então dirá o Rei aos que estiverem à sua direita: Vinde, benditos de meu Pai. Possuí por herança o reino que vos está preparado desde a fundação do mundo.”

II Tim. 4:8 “Desde agora, a coroa da justiça me está guardada, a qual o Senhor, justo juiz, me dará naquele dia; e não somente a mim, mas também a todos os que amarem a sua vinda.”

I Pedro 5:4 “E, quando se manifestar o sumo Pastor, recebereis a imarcescível coroa da glória.”

Apoc. 22:12 “Eis que cedo venho e está comigo a minha recompensa, para retribuir a cada um segundo a sua obra.”

I Tess. 4:17 “Depois nós, os que ficarmos vivos seremos arrebatados juntamente com eles (os que estão mortos, mas ressuscitarão), nas nuvens, ao encontro do Senhor nos ares, e assim estaremos para sempre com o Senhor.”

Existem muitas outras passagens que poderíamos citar em apoio à verdadeira interpretação da ocasião quando os santos deverão entrar no paraíso, mas estas são suficientes, e afirmam que isso se dará na volta de Jesus.

Subsídios da Língua Grega

As pontuações, da maneira como usamos hoje, não existiam nos tempos em que o Novo Testamento foi escrito, dessa forma, o texto grego aparece assim:

kai eipen autw amhn soi legw shmeron met emou esh en tw paradeisw

KAIEIPENAUTOAMENSOILEGOSEMERONMETEMUESSEENTOPARADEISO

Kai eipen auto, Amen soi lego, semeron met’emu esse en to paradeiso

EM VERDADE TE DIGO HOJE ESTARÁS COMIGO NO PARAÍSO

A princípio, nem mesmo as palavras eram separadas. Gradativamente foram introduzidas mudanças significativas na escrita. Até o quarto e quinto séculos, os textos dos Evangelhos não apresentavam nem pontos e nem vírgulas. No oitavo século foram introduzidos alguns sinais de pontuação, e no nono, o ponto de interrogação e a vírgula.

A ausência de pontuação deixava os tradutores livres para transpor o texto da forma que mais convinha à sua convicção. Por exemplo, um tradutor que cresse na imortalidade incondicional da alma, poria a vírgula assim:

EM VERDADE TE DIGO, HOJE ESTARÁS COMIGO NO PARAÍSO

Já um tradutor que acreditasse que apena Deus é imortal e que a imortalidade só será concedida na volta de Jesus, como cremos, verteria o texto desta maneira:

EM VERDADE TE DIGO HOJE, ESTARÁS COMIGO NO PARAÍSO

Textos Em Que o Sentido Poderia Ser Alterado

Pela Posição de uma Única Vírgula

«Ressuscitou; não está aqui.»

«Ressuscitou não; está aqui.»

Há uma enorme diferença teológica nas frases apresentadas a cima, e isso com apenas uma simples mudança de posição da vírgula.

Pontos Salientes a Considerar

1. A pergunta do ladrão continha aspectos de uma grande verdade escatológica: «Quando vieres no Teu reino». Sabia que o Reino de Deus deveria vir no futuro. O ladrão sabia que não iria para o Reino, mas que o Reino viria um dia buscá-lo.

2. Jesus não foi ao Paraíso quando morreu, notemos Suas palavras à Maria: João 20:17 «Disse-lhe Jesus: Deixa de me tocar, porque ainda não subi ao Pai; mas vai a meus irmãos e dize-lhes que eu subo para meu Pai e vosso Pai, meu Deus e vosso Deus.» Jesus só subiu ao Pai, ou seja, só esteve no Paraíso depois da ressurreição.

3. O ladrão também não foi ao Paraíso naquele dia. Ele nem sequer morreu naquele dia: João 19:31-33 «Ora, os judeus, como era a preparação, e para que no sábado não ficassem os corpos na cruz, pois era grande aquele dia de sábado, rogaram a Pilatos que se lhes quebrassem as pernas, e fossem tirados dali. Foram então os soldados e, na verdade, quebraram as pernas ao primeiro e ao outro que com ele fora crucificado; mas vindo a Jesus, e vendo que já estava morto, não lhe quebraram as pernas». Jesus morreu naquele Sábado, mas os dois ladrões só morreram depois. Ele não poderia estar com Jesus, pois Este estava sendo sepultado (já falecido) e o ladrão agonizando, talvez por dias depois daquele Sábado.

Diz o comentarista J. B. Howell: ‘O crucificado permanecia pendurado na cruz até que, exausto pela dor, pelo enfraquecimento, pela fome e a sede, sobreviesse a morte. Duravam os padecimentos geralmente três dias, e Ás vezes, sete.’ Subtilezas do Erro, pp. 253, 254.

Muitas versões no passado traduziam corretamente este texto, como por exemplo a Trinitariana de 1883: «Na verdade te digo hoje, que estarás comigo no Paraíso.»

O Comentário da Oxford Companion Bible, afirma: «‘Hoje’ concorda com ‘te digo’ para dar ênfase à solenidade da ocasião; não concorda com ‘estarás.’» E mais, ‘a expressão ‘hoje’ ligada ao verbo não é redundante, mas enfática. É encontrada em muitas partes da Bíblia:

Zacarias 9: 12 «Voltai à fortaleza, ó presos de esperança; também hoje anuncio que te recompensarei em dobro.»

Atos 20:26 «Portanto, no dia de hoje, vos protesto que estou limpo do sangue de todos.»

Conclusão

Jesus estava dizendo aquele homem que muito embora estivessem sob prementes circusnstãncias, ou seja, prestes a morrer e sofrendo muitas dores, pelo fato dele haver demonstrado fé e confiança no Reino vindouro, naquele dia uma solene promessa estava sendo-lhe feita, isto é, um dia Jesus o introduziria no Paraíso.




Autor: Pr. Josimir Albino do Nascimento

assine o feed

Postagens

acompanhe

Comentários

comente também

Créditos

100% Adventista

Site melhor visualizado no Google Chrome ou no Mozilla Firefox,
Desenvolvido por Bruno, membro da IASD Central do Rio de Janeiro.

Autores:

Clayson Albino

Daniel Santos

Editor Geral:

Bruno Vieira

Todos os Direitos Reservados © 2008 - 2013

Área Restrita

Usuário:
@comunidadeadventista.com
Senha:
Não consegue acessar a sua conta?

  © Comunidade Adventista - 2008 - 2013 | Desenvolvido por Bruno Vieira